Faltam menos de 12h para acabar 2012, um ano mediano para mim e em geral para minha família.

Não foi um ano ruim, mas de algumas dificuldades, sobretudo no âmbito financeiro, o que de certa forma nos força a enxergar as prioridades, a desprezar o supérfluo e ver que é possível recomeçar, ainda que isso signifique mudar a direção, mudar a profissão, mudar a atuação na profissão, enfim, mudar.

Eu tive uma crise de hipertensão ontem e passei 3h em observação na enfermaria do hospital esperando o medicamento fazer efeito. Foram necessárias três doses. De remédios diferentes. Isso fortaleceu em mim esse desejo de mudança, de retomar a rédea do meu corpo, da minha saúde, que eu deixei de lado nos últimos 5, 6 anos. De voltar a entrar num jeans 40, sem aperto, sem pança pulando. Mas isso é assunto para outro blog…

Que nesse finalzinho de 2012, estejamos onde estivermos, que reflitamos sobre os dias que passaram, sobre os momentos marcantes, as pessoas que fizeram e fazem a diferença na nossa vida. Que pensemos em nós como seres únicos que somos, capazes de sermos melhores para nós e para os outros, evoluindo como espíritos.

Que a chuva que cai lá fora agora possa levar embora tudo de ruim que nos consumiu, que nos atrasou, que nos deprimiu, que nos machucou, que nos entristeceu, que nos isolou em 2012. Que ela lave nosso coração, nossa alma, nossa mente, para recebermos bem, limpos, claros, luminosos o ano que daqui a pouquinho baterá à porta.

Feliz final de 2012 para todos!

ºoº

*Crédito foto: Google Imagens

Anúncios